Startups de alta tecnologia terão papel fundamental na transição energética

Não há dúvidas de que a inovação tecnológica será fundamental na transição energética para fazer frente às mudanças climáticas. Diante do desafio de aumentar a oferta de energia, com soluções net-zero, as startups de alta tecnologia, também chamadas de deep techs, têm um papel fundamental. O que falta é estruturar melhor o ecossistema de apoio a projetos de doutores e pós-doutores – segmento que concentra a maior parte das inovações dentro da academia. Essas foram algumas das conclusões de uma série de atividades (palestra, cases e debate) sobre como empreender com alta tecnologia realizadas no dia 27 de outubro, durante a conferência anual do Centro de Pesquisa para Inovação em Gases de Efeito Estufa (RCGI) – um Centro de Pesquisa em Engenharia (CPE) constituído por FAPESP e Shell na Universidade de São Paulo (USP).

 

Fonte:FAPESP